Entrevistas/Random

Entrevista: Fernanda Meirelles

Ela tem 26 anos, é formada em jornalismo e trabalhou no lugar que toda adolescente já sonhou e sonha trabalhar! A revista Capricho!! Entrevistou muitos famosos como Taylor Swift, Katy Perry, Ansel Elgort e John Green, morou nove meses em Londres (outro sonho) e hoje escreve pra um dos blogs mais famosos do país, o “Depois dos Quinze” da Foto: InstagramBruna Vieira (mais um sonho) , além de ter o seu próprio, o “Primeiras Vezes” que conta as primeiras vezes de tudo que ela faz, primeiras viagens, primeiros trabalhos e por ai vai.. Porque nesse mundo de adulto que somos obrigados a fazer coisas, quando foi a ultima vez que você fez algo pela primeira vez? Enfim, alguém tem dúvida que a Fernanda é sensacional??? Ela deu uma entrevista aqui pra YM e contou um pouco mais sobre tudo isso ❤

1)  Como foi pra você entrar na Capricho e como era entrevistar os famosos mais cobiçados da época? Foi demais, um trabalho que eu amei muito! Fiquei lá por pouco mais de quatro anos e aprendi demais. Não teria feito nada do que fiz sem a Capricho, sou muito agradecida e feliz por ter trabalhado lá! E os famosos, uau, era meio inacreditável, né? Assim que eu entrei no Entretenimento, por exemplo, de cara entrevistei a Taylor Swift. Tipo oi? Haha.

2) Qual sua entrevista favorita? A mais surreal foi com o Brad Pitt em Paris, com certeza. A palavra é essa, surreal: o lugar, o entrevistado, tudo. Foi muito legal, muito mesmo. Minha favorita foi o combo de “A Culpa é das Estrelas” que fiz em LA: John Green, Shailene Woodley e Ansel Elgort. Não vou me esquecer nunca!

3) Qual foi o artista mais complicado que entrevistou? Hm… Normalmente eles são bem legais – ou, pelo menos, educados. Quando entrevistei a Demi Lovato, lá em Houston, ela estava doente, nada falante, enfim, não era um dia feliz pra ela. Mas, mesmo assim, me tratou bem! Só não foi a entrevista mais legal do mundo. Sabe um que foi “difícil” também? O Ed Sheeran, lá em 2012 ou 2013, beeem no comecinho da carreira dele. Foi por telefone. A assessora, logo antes, me disse: “Ele não fala muito, viu?” E eram respostas bem monossilábicas mesmo, hahaha! Tive que me desdobrar. Acho que agora, depois de alguns anos, ele já deve se sentir mais tranquilo pra dar entrevistas.

4) O que acha do mercado de entretenimento nos dias de hoje? Gosto muito de ver que as pessoas têm mais liberdade para produzir um conteúdo legal de fato. Sem ficar naquilo de perguntar sobre namoro, vida pessoal, tipo de pessoa ideal, etc. Dá pra falar sobre criatividade, dia a dia, arte, enfim… Com a internet, a gente tem espaço pra tudo, né? Eu, por exemplo, criei com uma amiga fotógrafa maravilhosa um site de retratos + entrevistas de personalidades legais, o tresxquatro.com. A nossa ideia lá é bem essa: perguntar o que quisermos e fotografar como quisermos, sem as amarras editoriais tradicionais. Estou amando muito! Então é isso, adoro ver que todo mundo tem a oportunidade de produzir conteúdo em entretenimento. É bom!

5) Você sempre quis trabalhar nessa área? Quando decidiu? Eu sempre quis ser atriz, na real. Hahaha. Fiz Jornalismo só porque estava morando no interior, queria voltar pra SP e curtia muito escrever. Foi bem legal, no fim das contas – e trabalhar com entretenimento uniu o melhor dos dois mundos pra mim. Eu comecei na CH trabalhando com Comportamento lá em 2010, mas engraçado, todo mundo dizia que eu “acendi” e virei outra pessoa quando passei pro Entretenimento. Hoje, além de trabalhar com edição pro Depois dos Quinze e com produção de conteúdo de entretenimento pra lá também, ainda faço teatro: chegou a hora de correr atrás desse sonho que mora no meu coração há quase 20 anos.

Foto: Instagram6) Como surgiu a oportunidade de morar em Londres? Na verdade não “surgiu”. Eu decidi que ia! Queria muito morar fora, muito mesmo. Eu    e minha melhor amiga, que também trabalhava na Capricho, tínhamos    essa vontade. Resolvemos ir juntas! Planejamos por mais de um ano,          juntamos grana, nos inscrevemos em cursos legais (eu estudei Escrita Criativa, Teatro, Fotografia…), respiramos fundo e fomos! Isso rolou em     agosto de 2014. Morei lá por quase um ano!

7) O que mais gosta nas suas viagens? Qual foi sua a experiência mais marcante? Eu gosto de ESTAR naquele lugar. Estar ali, pisar naquele chão, olhar aquelas coisas tão diferentes, pra mim isso não tem preço. Quando estou viajando, tento me lembrar a todo momento da oportunidade incrível e mágica que estou tendo. E eu fico feliz demais por poder ter viajado tanto em apenas três anos (saí pela primeira do Brasil em 2013 e já estive em 13 países desde então). Trabalhei muito, juntei dinheiro e tive a sorte de encontrar trabalhos que me proporcionaram viagens muito, muito mágicas. Olha, sobre experiências marcantes, escrever respostas para cartas pra Julieta lá em Verona, na Itália, foi emocionante demais… E viajar pro Coachella, na Califórnia, com a Bruna foi meio inacreditável também. Ainda mal acredito que aquela viagem aconteceu! 🙂

8) O que mais te inspira? Que engraçado, sempre faço essa pergunta pras pessoas… Hahaha. Você diz pra escrever? O que acontece comigo, com o mundo e com pessoas que estão ao meu redor. Também as coisas das quais gosto! Agora, pra vida, depende. Tenho professores que me inspiram muito até hoje. Amigos que me inspiram todos os dias. Minha irmã. Meu namorado. Minha roommate. Meus gatinhos! Bom, fazer teatro me inspira, escrever me inspira, comer me inspira… Hahaha.

9) A Bruna Vieira inspira muita gente, como é trabalhar com ela hoje? Ela é demais. E eu falo isso dela – e pra ela – sempre, não tenho medo de rasgar seda, não. Ela é maravilhosa, uma amiga que amo e a oportunidade que ela está me dando é algo que nunca vou esquecer. Fico feliz por ela confiar em mim como pessoa e como profissional! A Bruna é inteligente, gentil, moderna, empreendedora e muito generosa. Como pessoa, ela é uma garota tão, mas tão do bem... Quer genuinamente que todos sejam felizes e deem certo na vida, no trabalho, no amor… Fala a verdade: quantas pessoas assim você conhece? Eu dei muita sorte! =)Foto: Instagram

10) O que te motivou a criar o “Primeiras Vezes”? Histórias. Todo me dizia que eu devia compartilhar minhas histórias e uma hora ouvi os conselhos. Na verdade, eu demorei pra criá-lo porque não sei bem como me relacionar com ele. Haha. Ultimamente, como eu tenho passado bastante tempo ajudando a cuidar do Depois dos Quinze e também nas minhas aulas de teatro, tenho deixado o coitado de lado. Vamos ver… Eu gosto muito dele e das propostas, acho muito legal isso de ter sempre primeiras vezes na vida, com pessoas, lugares e situações!

11) Qual a sua dica pra quem quer seguir na área do entretenimento? Escrever (e ler) muito sobre o assunto. Também acho que você precisa dar a cara a tapa e ir atrás de oportunidades que considere relevantes para o seu aprendizado e desenvolvimento profissional. Quer trabalhar em algum veículo específico? Fale com os jornalistas que estão por lá, sugira pautas, tente pegar uns freelas… É um ótimo começo!

Bom, a gente aqui gosta de chamar a Fer de realizadora de sonhos, porque afinal a vida dela é um sonho não? Mas, nem ouse pensar que tudo isso foi fácil e caiu do céu! Claro que não, ela foi atras e batalhou por tudo! Uma lição que a gente pode levar disso é, NUNCA DESISTA, porque o melhor sempre estar por vir! A gente espera MUITO que vocês tenham gostado, porque entrevistar ela foi delicioso, não esquece de conferir o “Primeiras Vezes” (clicando aqui) e seguir ela no Instagram (clicando aqui), um beijo e até a proxima! ❤

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s