Random

Resenha: Tá Todo Mundo Mal – O Livro das Crises, Jout Jout

Faz um tempo que estamos enrolando pra começar essa sessão aqui no blog, a gente ama ler, ama livros, ambos tem duas minis bibliotecas em casa e nada mais justo que compartilharmos essa paixãozinha com vocês. Não vamos prometer que terá sempre, pois queremos trazer livros legais, interessantes e que vocês curtam essa experiencia com a gente.

Foto: Clair MendesNada melhor que começar com uma das pensadoras contemporâneas da nossa geração, Jout Jout! Ela acabou de publicar um livro pela Companhia das Letras que chama “Tá Todo Mundo Mal – O Livro das Crises” , onde como o próprio subtítulo já diz, conta as crises dela até o presente momento. Crise de quando você percebe que sua vida não é uma série, a crise do escritório e uma das minhas favoritas “A Crise constante que era ter um Tamagotchi” que se me permitem o spoiler vou digitar um trecho pra vocês.

“Existia um troço que acabava com a saúde de qualquer criança nos anos 90 e esse negócio se chamava Tamagotchi! Tamagotchi era um micro videogamezinho do tamanho de um relógio de bolso, onde morava uma pequena bolinha com olhos, meu dever como mãe de uma bolinha dessas era alimenta-lá e evitar que morresse, caso ela passasse um determinado tempo sem comer, brincar, fazer coco e outras frescurinhas, ela morria, um deslize e a bolinha morria. Se você fosse uma pessoa boa, pura, correta e responsável sua bolinha se transformava aos poucos num lindo dinossauro e você se sentia realizada de uma forma impossível de ser descrita. É claro que eu posso apenas especular sobre isso já que jamais fui capaz de ver minha bolinha virar um dinossauro, eu perdia meu tamagotchi, esquecia meu tamagotchi, molhava meu tamagotchi, mas acima de tudo eu eu amava meu tamagotchi tudo que eu queria era vê-lo forte, saudável, alimentado e feliz, mas não é fácil ser mãe aos 6…”

Foto: Clair Mendes
Bom, é nítido parecer que estamos vendo um vídeo da JoutJout né? Pelo menos pra mim foi como se ela estivesse narrando tudo na minha cabeça, abrir o livro era equivalente a apertar o play do Youtube.

Óbvio que o livro teria assuntos sérios como sexo, estupro, inseguranças, escolhas na vida, abuso… que é super necessário falarmos sempre que podemos, afinal não é só de flores que a gente vive nénon?

Bom, a gente não gosta de falar que você PRECISA de algo, mas se vocês puderem comprar esse livro, COMPREM! Sabe aquelas crises que só você tem? Que você tem medo de falar pras pessoas por serem julgadas? Pois é.. Você não está sozinho! Agora, eu juro que é o ultimo trecho que vou falar dela, porque esse real é um dos que representa minha vida!Foto: Clair Mendes

“Nada mais reconfortante para quem esta numa crise, do que saber da crise dos outros e ficar medindo em silêncio sobre se a deles é pior ou mais branda que a nossa própria.” Julia Tolezano

Ela é uma genia, fala exatamente o que precisamos ouvir de uma forma tão próxima que parece que estamos conversando com uma melhor amiga ou alguém (amado) da família, afinal tá todo mundo mal né? Tá bem? Então ta bem…

 

Anúncios

Um comentário em “Resenha: Tá Todo Mundo Mal – O Livro das Crises, Jout Jout”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s